sábado, 27 de maio de 2017

DICA DE LIVRO: "O GRANDE AMIGO DE DEUS" - Taylor Caldwell

A biografia do apóstolo Paulo, ou São Paulo, é de autoria de Taylor Caldwell, que também escreveu "Médico de homens e de almas", onde o biografado é São Lucas ou o médico Lucano. Trata-se de um romance, baseado na história de Saul de Tarshish ou Paulo de Tarso, que de combatente do cristianismo passou a ser considerado um dos apóstolos mais próximos de Cristo.

Se você pensa que encontrará um texto religioso, exaltando o cristianismo e a igreja, está enganado. A obra é um retrato humano, do jovem, do advogado, do tribuno e do apóstolo.

A autora desce em detalhes importantes, como a origem da família rica e poderosa de Saul, os conflitos da juventude, a morte da mãe e do pai e a educação que recebeu numa jerusalém dominada pelo império romano.

Obra imperdível para quem quer conhecer os mistérios da passagem de Cristo e de seus seguidos pela terra.

domingo, 21 de maio de 2017

GRAVAÇÃO COM CORTES NÃO SERVE COMO PROVA JUDICIAL: DIZ UM PERITO FAMOSO OUVIDO PELO BLOG COM EXCLUSIVIDADE


Este blog foi procurar água limpa na fonte. Com o compromisso de não citar o nome do perito, enviamos algumas perguntas a ele, via rede social e ele nos respondeu com a maior clareza possível que qualquer gravação onde seja possível detectar interrupções, cortes ou montagens, não serve como prova para condenar ou para absolvição de um acusado.

Foram três perguntas enviadas a um dos maiores peritos do Brasil, que participou da apuração judicial de grandes crimes e é respeitado no mundo todo.

1) O sr. tem condições de afirmar que ocorreram montagens nos áudios da conversa entre Joesley Batista e o presidente Temer?

Ele afirmou que por questões contratuais não poderá responder a este questionamento.

2) Sob o ponto de vista penal, para qualquer julgamento, a existência de montagens, mesmo que não sejam nas partes consideradas principais, pode influir de alguma forma?

Na minha opinião (mas isso é em off, peço para não citar meu nome) qualquer gravação alterada ou com descontinuidades cuja origem não pode ser inequivocamente determinada não pode ser aceita. Em qualquer processo comum, sem conotações políticas, a tendência do perito seria considerar a gravação não autêntica ou não passível de ter a autenticidade confirmada.

 3) Ainda reportando à pergunta anterior, o número de cortes e/ou montagens, se 50, se 10 ou se 1, pode influir no julgamento?

Certamente. Na verdade não se pode dizer que há tantos cortes, mas isso é irrelevante. Se a prova é ruim, independentemente da causa, deve ser, no mínimo, considerada com muitas reservas e ressalvas.
Não está havendo este cuidado.
Até jornalista virou perito.
Não há motivos para se entregar uma gravação com omissão de material original.

Atualização:

Perícia de RICARDO MOLINA analisa as gravações de forma criteriosa, veja aqui.


sexta-feira, 19 de maio de 2017

TREINAMENTO PARA VEREADORES DO COTEF ACONTECEU NO RIO DE JANEIRO


Marcelo fez a selfie do grupo, que tem a vereadora Blenda de Belém, vereadora Débora de Lauro de Freitas e vereador Vagne de Cabo Frio.


 Vereadora Titi de Angra dos Reis e equipe da Câmara de Vereadores, Renata, da presidência e Marcelo, do gabinete da vereadora.
 Vereador Felipe de Ponta Grossa, Paraná, 6 mil votos nas últimas eleições, uma prova viva do quanto somos acomodados e inconformados por tão pouco.



Quando você imagina que o mundo da política está perdido, que não há esperança e você encontra pessoas tão interessadas como essas, num treinamento para vereadores ocorrido no meio do maior e mais forte furacão eleitoral ocorrido na história do Brasil, você percebe que existe esperança. Você vê o sacrifício de uma grupo de vereadores vindos dos Estados do Rio de Janeiro, Pará, Paraná e Bahia, para passarem por um treinamento de 10 horas, super intensivo e acredita na força do nosso país.

O dia 19 de maio de 2017 estará registrado em meu coração para sempre. Nessas 10 horas aprendi muito mais do que ensinei. Inspirei menos do que fui inspirado, voltei renovado, acreditando mais ainda no Brasil.

Se eu pudesse, colocaria esse grupo nas manchetes do jornais, mostrando há todos que nem tudo está perdido.

Obrigado!!

quinta-feira, 18 de maio de 2017

CORRUPÇÃO CRÔNICA NÃO TEM SOLUÇÃO MÁGICA


Lendo o noticiário de hoje e a reação das pessoas nas redes sociais, constatamos que todos nós temos uma solução mágica para o problema do país. Em tempos de Copa do Mundo os brasileiros se transformam em técnicos de futebol. Hoje nos transformamos em juristas, decidindo o afastamento do presidente e em sábios políticos, dando fórmulas para a solução dos problemas do país.

Preciso dizer, desde já, que acredito no Brasil. Que confio no povo trabalhador e de maioria honesta, que ganha o seu pão de forma digna.

Mas a mudança do país está em nós. Eis mais um discurso, você deve estar pensando. Mas não é uma fórmula mágica, que da noite para o dia transformará todos os políticos em honestos e santos. Aliás, nem é isso que queremos. Queremos sim, que trabalhem com honestidade e que o povo seja o maior fiscal.

O Brasil editou e está sendo cumprida a Lei de Acesso à Informação (LAI), os órgãos públicos são obrigados a disponibilizar suas informações de forma automática, na internet, nos portais de transparência. Como cidadão, é nosso dever fiscalizar, acompanhar as ações dos municípios, Estados e da União.

Além disso, precisamos agir em nosso dia a dia com seriedade. A ética precisa estar em todas as nossas ações. Hoje milhares de trabalhadores vão perder o dia enviando piadas do caso Temer, Aécio e JBS, enquanto deixarão sua produtividade de lado.

Quantas mensagens você recebeu hoje, com montagens, vídeos e brincadeiras tratando desse assunto sério? Eu recebi uma centena.

Nós somos acomodados, não conseguimos vislumbrar que estamos num mundo em constante e permanente mudança. As pessoas estão cegas para isso.

O mercado quer pessoas ligadas, antenadas, que topam a reinvenção diária. As empresas precisam de gente assim.

Você vai ficar aí o dia todo falando do Temer, do Aécio e da Friboi, enquanto muitos estão trabalhando, dando duro, produzindo. Para esses, que estão trabalhando, sempre haverá mercado.

Nossa meta é culpar, deixar nas mãos de Deus, do santo do dia ou do Papa, enquanto o trabalho sério precisa ser nosso.

REAJA! (enquanto é tempo)

terça-feira, 16 de maio de 2017

LISTA DE ATIVIDADES PROFISSIONAIS QUE NÃO EXISTIRÃO NO FUTURO - José Souto Tostes

Você certamente já viu outras listas contendo atividades ou profissões que deixarão de existir nos próximos anos. Incrível é que ao lê-las estamos sempre desconfiando. Mas você se lembra, certamente, do celular que era famoso há poucos anos, mas que hoje não está exposto em nenhuma loja, o ex-queridinho Blackberry. Foi com ele que a conversação rápida que temos hoje no Whastapp começou. Quem não queria ter um desses?

Será que seus fabricantes imaginaram que ele sumiria do mapa com a chegada dos iPhones? Mas sem ir muito longe, até poucos dias as empresas de telefonia celular vendiam pacotes de SMS. Lembra? Estavam nos planos. Hoje os SMS são utilizados por poucas pessoas, já caíram em desuso com tantos sistemas de conversação disponíveis e ao alcance do seu dedo, gratuitamente, que é o melhor. Nessa linha também está sumindo o famoso Nextel.

Você deve imaginar que só a tecnologia cria peças de museus tão rápido. Mas não é bem assim. Dos óbvios trocadores de ônibus, que já trabalham muito pouco, pois estão sendo substituídos por cartões recarregáveis, passando pelos orelhões, que já estão virando peça de museu e até o papel e a caneta, são itens que tendem a desaparecer rapidamente. Quantas cartas você recebeu nos últimos 5 anos? Você tem assinatura digital? Não, então prepare para ter em breve, pois a velha assinatura feita com caneta, está com os dias contados.

Vamos à lista:

1) Serviços bancários realizados por pessoas. Não devem durar muito tempo. Com eles, são milhares de pessoas nas ruas sem emprego, mas outros tantos trabalhando com os equipamentos que substituirão os caixas, gerentes e atendentes. Eles não serão substituídos por caixas eletrônicos, os serviços passarão a ser feitos de casa, do seu computador pessoal. Morrem também os vendedores de seguro, analistas de crédito e afins.

2) Velórios. Não é brincadeira. Você acha que velar os corpos dos entes queridos será uma atividade que o seu neto fará? Não acredite nisso. Com o fim dos velórios, devem fechar as fábricas de caixões, que hoje são usados para sepultamentos, os cemitérios e os serviços funerários, com uso de flores e velas. O corpos serão cremados por serviços de cremação do próprio governo. A despedida será no leito do hospital. Os velórios vão acabar por desinteresse das pessoas, que optarão por algo mais rápido e prático. É duro, mas é a verdade. Pense no número de pessoas que vão a velórios hoje em dia.

3) Médicos. Podem até não acabar a curto prazo, mas em 30 anos será uma classe pequena, reduzida, mínima, apenas para cumprir o que determina a legislação. Os tratamentos serão direcionados por equipes que trabalharão com a leitura e análise de exames à distância, talvez com atendimento via Skype ou algum substituto dele. Os técnicos farão o papel dos médicos, olhando paciente e prescrevendo que exames são necessários. As receitas virão por e-mail. Sobreviverão os pesquisadores e cientistas.

4) Advogados. A legislação tende a diminuir, ficar mais simples e os advogados serão poucos em 30 anos. Em alguns países onde a legislação é menor e menos confusa, os advogados já estão sendo substituídos por máquinas. Só pra lembrar, a Advocacia Geral da União (Brasil) já utiliza um robô desde 2014, instituído por meio da portaria nº 125/14, denominado Sistema AGU de Inteligência Jurídica (SAPIENS). Esse equipamento é uma espécie de biblioteca virtual de despachos, mas certamente é o início da vida de um ROSS, o advogado-robô americano, em terras tupiniquins. Nos Estados Unidos, o banco JP Morgan, um dos maiores do mundo, instituiu o COIN (contract intelligence) que faz em poucos segundos, o que consumia 360 mil horas de advogados por ano.

5) Motoristas e maquinistas. Os motoristas profissionais ou de coletivos já estão sendo substituídos em alguns países. No Brasil os robôs já operam algumas linhas do Metrô, os trens urbanos. O experimento denominado Olli, na Alemanha, é considerado um dos principais testes de veículos de transporte coletivo circulando sem motorista no mundo. A França e a Holanda já adotam projetos semelhantes. Dirigir no futuro será apenas por prazer, inclusive para veículos de uso pessoal.

6) Caixas de supermercado. No interior de São Paulo algumas redes supermercadistas já oferecem a opção de pagamento autônoma, sem a presença de uma pessoa operando o caixa (foto). O sistema é muito simples e fácil, permitindo apenas o pagamento por meio de cartão de crédito ou débito. O mesmo sistema já é utilizado para venda de bilhetes de viagem, ingressos para eventos, cinema e teatro e outras transações semelhantes. Grandes eventos só vendem ingressos através da internet.

7) Ensino presencial. Entre no Google e pequise um curso universitário qualquer. Poucos ainda não admitem a modalidade à distância. A tendência é que nos próximos anos as faculdades onde a aula é ministrada de forma presencial, acabem. Os cursos tradicionais, como direito e medicina, já ministram matérias na modalidade, facultando ao aluno assistir as aulas em casa. Só nisso, diminuem o número de professores, pessoal administrativos das empresas de ensino e tantas outras atividades inerentes à educação presencial.

8) Trabalho presencial. O velho ponto na porta da empresa está com os dias contados. Apenas algumas indústrias manterão pátios e o chão de fábrica. As empresas que prestam serviços, como escritórios de contabilidade, despachantes, locação de imóveis e outras relacionadas, vão fechar suas portas nos próximos anos. O home office que já é legalizado no Brasil (vide artigo nosso, clicando aqui),tende a ser usado cada vez mais, evitando deslocamentos nas áreas urbanas das cidades, gastos com energia, ar condicionado, locação de salas e tantas outras despesas correlatas. Os centros urbanos ficarão vazios.

A lista será sempre incompleta, pois a cada dia temos notícia de um novo serviço, o que não é difícil imaginar. Em breve vamos apresentar uma listagem de serviços que tendem a ser mais requisitados. No topo da lista certamente serão aqueles da área de tecnologia, pois haja gente especializada para tocar linhas de ônibus, coordenar home offices, gerir o ensino a distância e as demais atividades remotas.

Mas aproveite que leu esse texto e pense sobre o futuro de suas atividades atuais, pense também numa forma de você se reinventar e aprender novas coisas e integrar o futuro do mundo...

segunda-feira, 15 de maio de 2017

DEZ DICAS PARA AJUDAR ALGUÉM BUSCANDO A RECOLOCAÇÃO - José Souto Tostes


A realidade do desemprego já povoa a vida de 14 milhões de brasileiros. Quem está empregado sofre com o medo de integrar as estatísticas a cada manhã. Infelizmente muito pouco se fala sobre orientação aos desempregados, dicas, ou toques que essa maioria de jovens sequer imaginou ou pensou. Nossa experiência e análise do cenário, indicam algumas atitudes que podem melhorar a perspectiva de encontrar um emprego com facilidade maior.

Triste é constatar que tem pessoas que vivem do desemprego alheio. Do desespero de pais de famílias que já estão no sufoco e dependem da ajuda alheia até para a alimentação.

O grave é que o desemprego de uns tem gerado o desemprego de outros. Basta analisar os informes sobre perda de alunos em escolas particulares, baixas nos planos de saúde, diminuição da venda no comércio e em todos os setores da economia. A coisa funciona em cadeia.

Mas condenável é explorar essa situação, com sites fajutos, listas de e-mails que "vendem"vagas de emprego e tantas outras armadilhas. Basta entrar na internet, especialmente no Linkedin, que você poderá constatar que tem gente ganhando com o desespero alheio.

Por isso, resolvi preparar essa lista com dicas simples, mas que podem ajudar. A lista é gratuita e não vai direcionar você a nenhum tipo de exploração comercial:

1) Ter um bom currículo, isso é imprescindível. Note que se você está enviando currículos para vagas diferentes, preste atenção para ajusar o currículo à vaga. Dizem os especialistas em RH que esse erro é muito comum.

2) Muito cuidado com as redes sociais. Isso é muito falado, o Fantástico da Rede Globo já lhe provou que tudo sobre você pode ser encontrado na grande rede, mas você insiste em publicar fotos consumindo bebida alcoólica, exibindo viagens que você não fez e conquistas que nunca atingiu.

3) Tenha paciência. As empresas sérias não "vendem" vagas de emprego. Cuidado com os anúncios da internet. Cada dia eles estão mais bem elaborados, enganando a pessoas como você, que está desempregado e já entrando no desespero. Não confundir desempregado com desesperado....só as três primeiras letras são iguais (DES).

4) Se você está desempregado, tem tempo livre. Não fique jogando, distraindo-se ou perdendo tempo nas redes sociais ou em outro lugar. Estude, leia, aprenda, visita uma biblioteca, elas são gratuitas. Garanto a você que um bom livro, pode até ser um romance, vai ajudar você numa entrevista, vai lhe acrescentar algo que será útil um dia.

5) No Youtube existem palestras gratuitas sobre qualquer assunto. Você não pode fazer um curso, uma pós graduação, mas pode assistir vídeos do Youtube. Não perca tempo. 

6) Não suma das redes sociais. Tenha controle e estabeleça um horário fixo para você visitá-las, especialmente o Lindedin. Por exemplo, fixe dois horários por dia para entrar nas redes. Uma hora pela manhã e uma hora à noite. Mas não leia só as postagens, comente, faça o seu perfil circular, especialmente com comentários honestos e inteligentes. Os vídeos do Youtube vão lhe ajudar com instrução, além dos livros que você começou a ler.

7) Estabeleça metas semanais para você, metas de leitura, metas de estudo nos vídeos no Youtube, nas apostilas do seu último treinamento, metas de entrega de currículos.

8) Se você é da área de vendas, conhece o funil de vendas. O mesmo é aplicável à busca por um novo trabalho. Quanto mais currículos e contatos feitos, as chances aumentam. Tente encher o funil do emprego. Para ajudar, busque a ajuda de amigos que estão empregados, independente da área deles. Todos sabem de alguma vaga aberta e ela pode estar te esperando. Lembre os amigos, vale até enviar um e-mail pedindo apoio.

9) Organize a sua busca por emprego. Use um caderno, agenda ou diário para anotar tudo que você fez no dia. Anote os estudos, os vídeos assistidos, os livros lidos, faça um cronograma para leitura, de acordo com a sua área. Na internet existem sites que indicam livros, apostilas e artigos importantes para a sua área. Por exemplo, se você é da área de humanas, busque sites específicos que tratam dos temas de seu interesse, atualize-se.

10) Cuide de sua aparência, ela fala muito por você. Lembre o seguinte, nas entrevistas as empresas não vão contratar alguém abatido, por "pena" do "pobre coitado" mas por sua capacidade de ajudar. Não entre derrotado na entrevista, entre como vitorioso, como alguém disposto e disponível para aprender e colaborar. E responda apenas o que lhe perguntaram. Seja honesto!

quinta-feira, 11 de maio de 2017

"NÃO SOU A BOCA PARA ESSES OUVIDOS" - José Souto Tostes

"Eles não me entendem: não sou a boca para esses ouvidos". A frase é do filósofo alemão Friedrich Nietzshe, constante do livro "Assim falava Zaratrusta". Ela ilustra muito bem o momento vivido na política brasileira. E digo por mim. Hoje eu não sou a companhia ideal para quem, com referência a tudo e todos que envolvem política, já dispõem de um lado pré-definido. 

Nota-se, bem objetivamente, que antes de Lula depor na Justiça Federal, na primeira fase de um inquérito, essas pessoas que comentam o depoimento hoje, já o condenavam.

A radicalidade, a agressividade, a acidez dos pensamentos esposados hoje nas redes sociais, demonstram muito bem isso.

A coisa é tão feia, que como diz o filósofo, eu digo, "não sou a boca para" esses ouvidos. Depois de passar mais de 5 horas vendo e ouvindo a gravação do interrogatório dado ao eminente juiz Sergio Moro, não notei nas perguntas, nem nas respostas, qualquer ato que possa ensejar a condenação do ex-presidente.

Na verdade, pra resumir o que penso, o Lula de ontem não foi o Lula que deu depoimento em Brasília. Ontem ele comportou-se de forma muito diferente. Não se expôs como no primeiro depoimento, com assunto bem diverso desse. O Lula depoente em Brasília fez bravatas, desafios e respondeu o que não lhe perguntaram. Mas o Lula de Curitiba agiu com desenvoltura, estava muito mais equilibrado, diferente do discurso de palanque que fez na capital Federal.

O depoimento de ontem não mostrou um Lula entregue aos braços da prisão, mas um Lula ciente de que cometeu erros e pede pena concernente com o que praticou. Não há uma única contradição no que ele disse.

De tudo que aconteceu ontem, faria uma única observação: o jatinho foi um exagero, tendo em vista a declaração dele de que seus rendimentos são de assalariado. Quem ganha o que ele ganha não tem como pagar um jatinho daqueles, com a mordomia que assistimos. Se o PT pagou, cometeu erro, pois os recursos partidários não podem ser destinados a tal fim.

Pensei e repensei muito em escrever o que agora escrevo, pois certamente serei alvo dos mais ácidos comentários, originários de pessoas que não viram o depoimento, não analisaram o que estão publicando nas redes sociais a esmo, sem pensar.

Eu garanto que pensei e repensei cada linha aqui escrita, conversei com pessoas nas ruas, com colegas e amigos de confiança. Quanto ao jatinho, a resposta obtida foi que era necessário para garantir a segurança dele e da população, pois se usasse um avião de linha poderia gerar enorme tumulto.

Sei que dirão que estou defendendo Lula, mas quem me conhece e já leu algum comentário anterior, poderá ver que não é esse o fato. Aliás, por já ter dado opiniões contrária aos interesses do PT, que considero este depoimento livre de qualquer mácula ou preconceito. Apenas estou escrevendo o que vi e ouvi.

Burro e condenável é a intolerância, o julgamento precipitado, sem análise, sem reflexão e, na maioria dos casos, sem sequer entender o que foi perguntado e o que foi dito. Talvez os autos falem mais que Lula e lá contenham provas contundentes contra o ex-presidente. Mas tomando por base só o depoimento, não vejo motivo para condená-lo nesse processo...

Burro é esse dualismo, esse muro que temos construído entre os que são contra e o que são "a favor" do PT ou da "esquerda".

Se minha boca não é para o seu ouvido, posso apenas me desculpar.....